• Twitter
  • Facebook

Destaque

03/01/2018

Polícia Ambiental reforça ações no Litoral durante a temporada

Desde o início do Verão Paraná 2017/2018, a 1ª Companhia de Polícia Ambiental Força Verde, juntamente com o 9º Batalhão de Polícia Militar, está atuando com reforço de equipes em todo o Litoral do Estado para coibir crimes contra a natureza, principalmente a pesca irregular. As equipes apreenderam camarão, redes e tarrafas em ações nas baías de Paranaguá, Antonina, no Rio Biguaçu e em Matinhos.

No sábado (30/12) os policiais ambientais avistaram uma rede armada na localidade da Vila Eufrasiana, na baía de Paranaguá, a menos de 10 metros das pedras. Nenhum suspeito foi encontrado e o material foi apreendido e encaminhado à sede da unidade.

Em outra situação, desta vez no Jardim Eliane, em Guaratuba, os policiais militares encontraram uma área de Mata Atlântica desmatada, em estágio inicial de regeneração. Os proprietários da área assinaram um termo circunstanciado e a polícia lavrou um ofício junto ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP) informando a irregularidade.

Ainda no sábado, o patrulhamento de rotina pelas proximidades do balneário de Gaivotas, em Matinhos, os militares estaduais flagraram um barco fazendo um arrasto de camarão em local proibido. Foram apreendidas duas redes, duas portas duplas de compensado e ferro, além de 20 kg de camarão sete barbas.

A embarcação foi apreendida e deixada como fiel depositário. O infrator responderá judicialmente pelo crime ambiental e o material pescado será encaminhado à creche Paulo VI, em Guaratuba.

Já no Rio Boguaçu, uma ação de patrulhamento aquático resultou na apreensão de uma tarrafa e de uma fisga. Os objetos foram abandonados e os suspeitos fugiram pelo mangue. A pesca no local é proibida conforme a resolução CEMA nº 91, de 3 dezembro de 2013. O material foi encaminhado para as devidas providências.

A atuação das equipes vai além dos flagrantes e apreensões, oferecendo orientações aos pescadores, tanto profissionais quanto amadores, sobre a legislação ambiental e ao uso sustentável dos recursos naturais.

 

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.