• Twitter
  • Facebook

Monitoramento da Qualidade do Ar


O monitoramento da qualidade do ar iniciou-se na Região Metropolitana de Curitiba na década 80, com a operação de quatro estações de amostragem do ar, fixas e manuais, localizadas uma em Curitiba e três em Araucária. Estas estações analisavam três dos sete parâmetros previstos em Lei (Resolução CONAMA 03/90): Dióxido de enxofre (SO2), Partículas Totais em Suspensão (PTS) e Fumaça.

Atualmente são doze estações de amostragem do ar, das quais sete são automáticas. Quatro delas estão localizadas em Curitiba (Cidade Industrial, Santa Cândida, Boqueirão e Praça Ouvidor Pardinho - Convênio de Cooperação Técnica IAP/LACTEC), analisando de 30 em 30 segundos O3, SO2, NO, NO2, CO, PTS e PI. Em Araucária estão localizadas quatro estações automáticas que analisam O3, SO2 ,NO, NO2, CO e PTS ou PI.

Estas oito estações automáticas somam-se às quatro estações manuais de Araucária e Curitiba, as quais fornecem médias diárias para SO2, Fumaça e PTS em uma delas.

As estações automáticas e as manuais constituem uma rede de monitoramento que possibilita a real avaliação das condições da qualidade do ar de Curitiba e Região Metropolitana. Os resultados do monitoramento são publicados anualmente no Relatório de Qualidade do Ar. Consulte o site do IAP.
Recomendar esta página via e-mail: