• Twitter
  • Facebook

Programa Parque Escola


Um Parque Escola tem o objetivo de estimular atitudes de promoção e conservação da biodiversidade, criando um espaço de diálogo e ação conjunta em educação ambiental nos parques.

Programa Parque-Escola ParanáO Governo do Paraná lançou, em 29 de junho de 2011, o Programa Parque Escola. A iniciativa é uma parceria entre as Secretarias Estaduais da Educação e Meio Ambiente e Recursos Hídricos e tem como objetivos:

  • Promover ações educativas com informações sobre as Unidades de Conservação para estudantes e comunidade de entorno;
  • Envolver e comprometer a comunidade na conservação do patrimônio natural do Estado do Paraná; 
  • Proporcionar aos professores e estudantes, conhecimento e interpretação ambiental, por meio do contato direto com o ambiente natural, cultural e histórico, melhorando a relação do homem com a natureza;
  • Aprimorar, através da experiência vivida, a sensibilização ambiental.

Para a implementação do projeto, nos primeiros seis meses são investidos no programa R$ 3 milhões. Os recursos – oriundos de medidas compensatórias, conversão de multas ambientais e parceria público-privadas – serão destinados à elaboração de material didático, capacitação de professores e voluntários, transporte e alimentação.

O Parque de Vila Velha é a primeira Unidade de Conservação a receber o programa Parque Escola. No local, alunos e professores receberão informações de monitores treinados sobre formações geológicas, as unidades de conservação do estado, criação do parque e sua biodiversidade, temas associados aos aspectos regionais e culturais e para finalizar a atividade os grupos serão encaminhados à trilha para contemplar as belezas naturais.


O Parque Escola promove visitas monitoradas aos parques estaduais atendendo a alunos do ensino fundamental. Nas visitas ao Parque Escola são utilizadas atividades educacionais, sensibilização e informação ambiental, relacionando sociedade, cultura e natureza. Também serão incluídos cursos para professores e comunidade, atividades de educação ambiental como oficinas de artesanato, formação de monitores ambientais voluntários e fortalecimento de mecanismos de gestão dos parques estaduais, possibilitando a participação e o comprometimento da população dos municípios do entorno do parque. Os atendimentos no local acontecem entre os meses de fevereiro a novembro, de terça a sexta-feira, sendo um grupo por dia. Os grupos são recebidos por funcionários do parque e voluntários.

Outras cidades e Unidades de Conservação abertas à visitação do público (parques estaduais) também serão incluídas no programa. Entre elas, o Parque Estadual Rio Guarani, em Três Barras do Paraná; Parque Estadual Amaporã, em Amaporã; Parque Estadual Mata dos Godoy, em Londrina; Parque Estadual do Guartelá, em Tibagi; Parque Florestal do Rio da Onça, em Matinhos; Floresta Estadual Metropolitana, em Piraquara; Parque Estadual de Campinhos, em Tunas do Paraná; Parque Estadual Lago Azul, em Campo Mourão; Parque Estadual do Guartelá, em Tibagi; Reserva Biológica São Camilo, em Palotina e Parque Estadual Cabeça do Cachorro, em Toledo.

No Estado do Paraná existem 68 unidades de conservação estaduais, que somam 1.205.632,0862 hectares de áreas conservadas, das quais 45 são unidades de conservação de Proteção Integral e 23 de Uso Sustentável.

O Programa Parque Escola do Estado do Paraná foi elaborado pela Secretaria de Estado da Educação, Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos e Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas (DIBAP), do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) que é o executor do programa. 


Programa Parque Escola

 

PROGRAMA PARQUE ESCOLA

O Programa Parque Escola conquistou o 21º Prêmio Expressão de Ecologia, a maior premiação ambiental da região Sul do Brasil, na categoria educação ambiental. A ação é coordenada pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná e Instituto Ambiental do Paraná (IAP), em parceria com a Secretaria de Estado da Educação.

O programa prevê ações educativas nas unidades de conservação e em apenas dois anos de execução envolveu quase 35 mil crianças que participaram de atividades sobre meio ambiente em parques estaduais do Paraná. Em 2013, o programa atendeu mais de 24 mil alunos de escolas públicas - em 2012, esse número chegou perto de 10 mil alunos. Houve ainda a capacitação de cerca de 1,2 mil professores das redes estadual e municipal de ensino. Participam do programa 342 escolas de 33 municípios em 10 Núcleos Regionais de Educação. 

A educação ambiental deve ser promovida de forma contínua, permanente e integrada ao currículo escolar e com práticas educativas nas unidades de conservação e áreas protegidas. As ações devem ser articuladas no âmbito da educação ambiental formal com os princípios da sustentabilidade e a conservação da biodiversidade. 


Recomendar esta página via e-mail: